Ex-companheiros de Atlético-ES lamentam a morte do goleiro Ranule em acidente aéreo

3

Zagueiro Rhayne e o técnico Zé Humberto relembraram o convívio com o atleta, uma das vítimas fatais da tragédia que aconteceu na manhã deste domingo, em Tocantins

Com muita consternação, surpresa e tristeza o futebol brasileiro se despede dos quatro jogadores do Palmas-TO, o presidente do clube e também do piloto do avião de pequeno porte que caiu na manhã deste domingo, matando os seis ocupantes, no Tocantins. O Palmas estava indo para Goiânia, onde enfrentaria o Vila Nova pela Copa Verde 2020.

Dentre os mortos está o goleiro Ranule, de 27 anos. Campeão capixaba pelo Atlético-ES em 2017 e integrante da seleção do campeonato, o jogador havia acabado de ser contratado e sequer tinha estreado pelo Palmas, haja vista que testou positivo para a Covid-19 na semana passada.

A aeronave caiu momentos após decolar de uma pista de pouso no distrito de Luzimangues, em Porto Nacional, município localizado 60km ao sul de Palmas. O avião, onde também estavam os jogadores Lucas Praxedes, Guilherme Noé e Marcus Molinari, além do presidente Lucas Meira e o piloto, identificado apenas como ‘comandante Wagner’, tinha acabado de decolar e acabou atingindo o solo em um matagal logo após a cabeceira da pista.

Ranule e Rhayne se abraçam na conquista do título capixaba de 2017 — Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

E ex-companheiros do Atlético de Itapemirim, único clube que Ranule defendeu no Espírito Santo, lamentaram a tragédia que aconteceu, além de relembrar o convívio com o goleiro. O zagueiro Rhayne, que recentemente se aposentou dos gramados, revela que era ele quem dividia o quarto com Ranule da concentração e, muito emocionado, contou que o considerava um irmão.

– Ranule era um cara incrível, com uma serenidade, mansidão e humildade que só Eu só vi nele. Um cara do bem, que amava a família e Deus acima de tudo. Dedicado ao trabalho e amigo de verdade. Eu costumava chamá-lo de “Streetfight”, e ele me chamava de “Índio San”. A gente concentrava juntos, viajava lado a lado, íamos treinar juntos, saíamos com nossas esposas juntos. Era um irmão que Deus me deu em outra mãe!

COMPARTILHE

COMENTE